quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Luz


Grande,circular e luminosa;
Derramando sua luz por um imenso mar de sentimentos.
Lua a nascer... Sol a se por.
Momento mágico,
Instante de transformação;
Quando um segundo tem o peso da eternidade e os sentidos perdem o sentido...
O controle... descontrole e...
Nada mais existe!

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Redenção

Entre nascimentos e nascimentos
Lemos e relemos diariamente
Momentos...
Instantes.
E quanto mais perto pensamos
Mais longe nos encontramos!
De nós mesmos, do próximo e da verdade.
Instante, estanque, distante.
Confusão.. Solução.
Pensamento... Ilusão!
Emoção... Decepção!
Fé... Redenção!
E, no AMOR, a consagração!

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Planeta Azul

De diversas cores...
Brilhantes ou opalescentes.
Tudo era escuridão,
e a luz vinha do coração.
Um mundo vazio,
Cheio de seres aprisionados!
Dentro de castelos...
Pensamentos!
Objetos, cores, formas, sentimentos...
Fruto da projeção pessoal.
Cegueira, Prisão, Dor...
Com a liberdade dentro de si,
E olhos para o exterior!

Nem sabem...
Vivem no Planeta Azul!

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Mundo


Aqui e em qualquer lugar, sempre presente - nem sempre como esperado - mais sempre bem vinda. Como crianças que brincam de parar o tempo e de mover o espaço... Acreditamos no imaginário duvidamos do ordinário!

Sempre nos vemos, pouco nos olhamos e, às vezes, nunca nos conhecemos.

Mais sempre poderemos dar as mãos e brincar de transformar o mundo juntos! ( Nem que seja só o nosso mundo!)

Opsss... Tinha esquecido! Não podemos mudar só o nosso mundo!!!

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Borboletas


Como borboletas...Em eterna mutação! De larvas ... a anjos. No caminho, Ainda adormecidos... Temos asas e não sabemos, Podemos voar e não acreditamos, Devemos crescer e esquecemos! Diante do abismo, Acreditar é voar! Duvidar é pior que cair, É paralisar e cair antes mesmo de tentar! Voar... Acreditar... Ter fé.... Respirar e respeitar!

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Lunar

Senhora...
Do que? Rio, Mar, Ar, Terra...
Repleta de Luz
Ou escondida na escuridão?
Luz que nem sempre é o bem...
Trevas que não são mal!
Eterno jogo,
Entre luz e escuridão!
E eu, de preto e branco,
Diante de um mistério,
Que é e que não é!
Buscando entender mais que ser entendida!!!

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

De que lado?


Auto da Lusitânia (Gil Vicente)


Ninguém: Tu estás a fim de quê ?

Todo Mundo: A fim de coisas buscar que não consigo topar. Mas não desisto, porque o cara tem de teimar.

Ninguém: Me diz teu nome primeiro.

Todo Mundo: Eu me chamo Todo Mundo e passo o dia e o ano inteiro correndo atrás de dinheiro, seja limpo ou seja imundo.

Belzebu: Vale a pena dar ciência e anotar isto bem, por ser fato verdadeiro: Que Ninguém tem consciência e Todo Mundo, dinheiro.

Ninguém: E o que mais procuras, hem?

Todo Mundo: Procuro poder e glória.

Ninguém: Eu cá não vou nessa história. Só quero virtude... Amém.

Belzebu: Mas o pai não se ilude e traça: Livro Segundo. Busca o poder Todo Mundo e Ninguém busca virtude.

Ninguém: Que desejas mais, sabido?

Todo Mundo: Minha ação elogiada. Em todo e qualquer sentido.

Ninguém: Prefiro ser repreendido quando der uma mancada.

Belzebu: Aqui deixo por escrito o que querem, lado a lado: Todo Mundo ser louvado e Ninguém levar um pito.

Ninguém: E que mais, amigo meu?

Todo Mundo: Mais a vida. A vida, olé!

Ninguém: A vida? Não sei o que é. A morte, conheço eu.

Belzebu: Esta agora é muito forte e guardo para ser lida: Todo Mundo busca a vida e Ninguém conhece a morte.

Todo Mundo: Também quero o Paraíso, mas sem ter que me chatear.

Ninguém: E eu, suando pra pagar minhas faltas de juízo!

Belzebu: Para que sirva de aviso, mais uma transa se escreve: Todo Mundo quer Paraíso e Ninguém paga o que deve.

Todo Mundo: Eu sou vidrado em tapear, e mentir nasceu comigo.

Ninguém: A verdade eu sempre digo sem nunca chantagear.

Belzebu: Boto anúncio na cidade, deste troço curioso: Todo Mundo é mentiroso e Ninguém fala a verdade.

Ninguém: Que mais, bicho?

Todo Mundo: Bajular

Ninguém: Eu cá não jogo confete.

Belzebu: Três mais quatro igual a sete. O programa sai do ar. Lero lero lero lero, curro paco paco paco. Todo Mundo é puxa-saco e Ninguém quer ser sincero!

E eu continuo...

Todo Mundo quer evoluir, mas Ninguém tem consciência.

Todo Mundo quer crescer, mas Ninguém quer se esforçar.

Todo Mundo não sabe o que faz mais Alguém há de alertar!!!

sábado, 11 de agosto de 2007

Momentos


Minutos que parecem eternos,
Momentos em que o tempo para.
Provando, para imensa surpresa,
Que a relatividade realmente existe!
Quando alegres,
Tornam-se fontes de nossa eterna busca.
Quando dolorosos,
Tornam-se ferida viva dentro de nós!
E, quando alguém diz,
Não se mexa!
O tempo para!
E ficamos presos naquele instante fugidio!

MALT

sábado, 14 de julho de 2007

Mudanças


Mudanças

Muda o mundo
Mudam as coisas
As pessoas
Mudo eu
Às vezes , muda ...
Muda o verbo
O tempo
O modo
Mudam as indagações
As convicções
As indignações
Muda a confiança
A esperança
De mudar ...

( Mena Moreira)

Entre ir e ficar! Por que lutar? Estamos sempre em mudança! Que venha o novo!

domingo, 24 de junho de 2007

Que é o amor?


Amor....
Busca infindável por nós mesmos no outro!!!




Imagem por Fernando Amaral

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Vejo restaurar-se em mim a confiança inabalável de seguir adiante!!!

O que foi rompido é restaurado, o que foi ferido é curado, o que está doente é devolvido à sua condição de inteireza. A paz de Deus, quando restaurada na mente e no coração humanos, renova as esperanças de quem viu a tempestade passar. Eis que o que estava pronto para partir se foi e o que nasce vem renovar a face do Céu e da Terra. O tempo da restauração traz o dom de renovar-se continuamente. Agora é o tempo de confiar no Espírito Divino que a tudo faz crescer e prosperar.


Como são as coincidências da vida....

Cansada de tantas pedras no caminho e já disposta a parar e esperar as coisas se acalmarem um pouco...recebo essa mensagem!!!

A reflexão já estava feita...só faltava o empurrão!!!